Páginas

  • Coachella 2016
  • Os acasos de Apenas um Dia
  • Natura UNA Blur Me
  • Quero ser blogueira!
  • Aplicativo que ajuda a organizar as séries
  • Ideias de Fundos para suas fotos
  • Dicas do Pinterest para o seu Instagram
  • Os Bons Segredos
  • Resumo do Nosso programa na Disney
  • Samsumg NX Mini
  • Park Greeter na Disney
  • Camera instantanea ou uma mini impressora
  • Para todos os garotos que ja amei
  • Walt Before Mickey
  • Apple Watch


16/04/2016

Os acasos de "Apenas um Dia"

Tem um tempo que não posto resenha de livro, então hoje vim falar um pouco do livro que eu li recentemente, o "Apenas um Dia", da autora de "Se eu Ficar", Gayle Forman.

"Mas, e se Shakespeare, e Hamlet, estivessem fazendo a pergunta errada? E se a verdadeira pergunta não se referir a ser, mas a como ser?" (referencia do livro a famosa frase de Shakespeare na peça Hamlet: "Ser ou não ser, eis a questão") - Allyson Healey (Apenas um dia)


Sinopse: "A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos."


"Parte de mim sabe que mais um dia não servirá para nada além de postergar o coração partido. Mas outra parte de mim pensa diferente. Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em um dia." - Allyson Healey (Apenas um dia)

O livro conta a história de Allyson Healey que está em uma viagem pela Europa com sua melhor amiga. Allyson não gosta muito de festas e é uma garota responsável, e a viagem não está sendo muito empolgante como ela imaginava. Quando estão esperando para assistir a uma peça de Shakespeare, Hamlet, ela conhece um garoto que influencia ela e sua amiga a escapar para ir a uma apresentação de outra peça de Shakespeare, Noite de Reis, ao fazer isso ela conhece Willem que é um dos atores da peça. No dia seguinte elas econtram novamente o garoto e Allyson começa a dizer que não teve a oportunidade de ir para Paris como ela queria, Willem que estava indo para sua casa, desiste de seus planos e a convida para ir para Paris com ele passar um dia. Allyson não é uma pessoa impulsiva, ao contrário de Willem, mas ela acaba aceitando. Os dois vão juntos para uma aventura de um dia em Paris, onde eles aprendem mais sobre si mesmos e se divertem. 

"Acho que tudo está acontecendo o tempo todo, mas, se você não se coloca no caminho, acaba perdendo. Quando viaja, você se coloca lá. Nem sempre é bom. Às vezes é terrível. Mas outras... — Ele ergue os ombros e aponta para Paris, depois olha de esguelha para mim. — Não é tão ruim assim." -  Willem (Apenas um dia)


Eu li muitas outras resenhas sobre o livro e todos falam muito bem desse livro, mas eu não gostei tanto assim, comigo a leitura não fluiu como foi para os outros. Achei o livro um pouco cansativo e a história poderia ser menor, acabou ficando em uma enrolação. O final do livro ainda deixa em aberto, o que me irritou muito! rsrs Mas já comecei a ler o segundo livro que conta a história na versão do Willem e vamos ver como vai ser. 

"Viajar não é algo em que as pessoas são boas. É algo que se faz. Como respirar.Não se pode se esforçar demais, senão parece trabalho. Você tem que se entregar ao caos. Ao acaso." 
-  Willem (Apenas um dia)


Allyson é uma garota que ainda está descobrindo as coisas, e quem ela quer ser. Ela não gosta de algumas coisas mas não faz nada para mudar. Ela é um pouco irritante no inicio da história, mas ao longo do livro ela vai mudando e se encontrando e vai ficando mais interessante. Já Willem é um personagem que eu gostei muito, ele é aventureiro, impulsivo e viaja pelo mundo para onde ele quer.

O que é interessante no livro é que mostra a realidade, as incertezas da vida, a dificuldade em lidar com certas situações e os encontros e desencontros. Outra parte que eu adorei no livro foram as várias referências que ele tem das peças de Shakespeare! ♥

"C'est courageux d'aller dans l'inconnu - É corajoso entrar em território desconhecido"

Apesar de não ter gostado tanto como eu pensei que iria gostar, ainda acredito que vocês deveriam tentar descobrir se gostam, e depois vem aqui me contar! 3,5 corações para esse livro:


  • E vocês já leram esse livro? Se sim, o que acharam? 


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. é não é muito meu tipo de livro preferido!
    mas gostei da resenha! beijinhos, Rê
    https://blogsonhosdeverao.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já li muitas resenhas sobre esse livro e as opiniões variam bastante, por isso ainda não decidi se vale o investimento. Talvez eu acabe lendo em pdf haha

    Abraço,
    milenaschabat.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Me interessei pelo livro, mas o fato de ficar em aberto o final me desanimou, pois também não gosto de livros com finais assim!
    Tomara que na versão de Willem seja mais esclarecedor, né?! Rsrs

    Beijão, Cá entre nós, miga!

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é sempre muito bem comentado, mas fiquei com receio de não ser envolvente pela sua resenha haha quem sabe me desperta a vontade de ler ele.
    Adorei o blog!
    bjos

    http://geekinsana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar desse livro e fiquei louca pra ler pela sinopse. Uma pena que não tenha te surpreendido tanto :( Vou tentar ler ainda assim pra ver se eu curto ou não hahahahahaha

    Com amor,
    Steph • http://naoeberlim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nossa, nunca tinha ouvido falar desse livro, mas gostei BASTANTE da capa. Sem contar da resenha. Parece ser o tipo de livro que eu gosto.

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir


Layout: Larissa Carvalho | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©